29 novembro, 2010

Cidadania Ambiental - 30 de novembro de 2010.

Cidadania Ambiental
Araranguá – SC, 30 de Novembro de 2010


Ao nosso modo, com outro olhar e outra atitude,

estamos fazendo e registrando a história de Araranguá e Região Sul de Santa Catarina.

www.tadeusantos.blogspot.com



AÇÚDE BELINZONI: UM DIAGNÓSTICO PREOCUPANTE!!!

Nosso parecer sobre o Diagnóstico Ambiental Açude Belinzoni é de reconhecimento ao bem elaborado estudo acerca deste riquíssimo ecossistema urbano de Araranguá, que abastece aproximadamente 70% da população do município. O diagnóstico abordou com seriedade e de forma abrangente os impactos socioambientais promovidos pela pressão humana às nascentes e ao próprio reservatório. Enfatizamos a imediata providência de proteção às nascentes, com a instalação de cercas e o plantio de mata ciliar nativa em seu entorno para que não venhamos a perder este valioso manancial de abastecimento da cidade. A colocação de ‘’placas informativas’’ em pontos estratégicos é imprescindível para estes casos. Todos os sistemas de lagoas e açudes tendem a assorear ou desaparecer de forma natural, porém o homem está acelerando este processo. Casos apontados pelo diagnóstico alertam para a existência de algumas edificações que podem comprometer as nascentes e a integridade do sistema hídrico superficial e subterrâneo, no qual aconselhamos a negociação com os proprietários para a devida retirada destes locais de fragilidade ambiental. Observando que a integridade da biodiversidade deste local é prioritária para a população ter água para beber, já que o município não pode captar no caudaloso rio Araranguá por um período de 100 anos ou mais se continuar a poluição hídrica, principalmente a causada pelas minas de carvão à montante da bacia hidrográfica. Esperamos que o SAMAE/PMA dêem continuidade ao processo iniciado de revitalização e proteção ao Açude Belinzoni, tomando medidas urgentes e enérgicas para garantir a sobrevivência do manancial. OBS. Registramos que por volta do ano de 2002 a Dona Maria Belinzoni nos chamou em sua residência localizada ao lado do açude para que explicássemos o que era uma RPPN, pois estava interessada em proteger a fauna e a flora local.


GANHAMOS MENÇÃO HONROSA DO PRÊMIO CHICO MENDES

O Ministério do Meio Ambiente, por meio do Prêmio Chico Mendes, homenageou o CONAMA e o Dr. Paulo Nogueira Neto (82 anos), seu fundador, ao realizar a 100ª Reunião Ordinária nos dias 24 e 25 de novembro de 2010, atribuindo Menção Honrosa aos líderes socioambientais que integram o seu plenário. A ONG Sócios da Natureza e o Conselheiro Tadeu Santos receberam a homenagem assinada pela Ministra Izabella Teixeira na cerimônia especial na noite de 24/11/2010.

OBS. "...O Conselho representa um Senado Ambiental de características únicas no mundo, onde o Governo Federal se coloca deliberadamente em minoria, certo de que a vontade coletiva haverá de superar as dificuldades e encontrar as melhores soluções’’. Paulo Nogueira Neto.


MOÇÃO CONTRA ESTALEIRO OSX NA ILHA DE SC É REJEITADA NO CONAMA

A moção de repúdio ao estaleiro da OSX projetado para a baía norte da Ilha de Santa Catarina, apresentada em agosto na 99ª reunião do CONAMA, não foi colocada em votação na ocasião junto com mais outras por falta de quórum. Nesta histórica 100ª reunião do mais antigo conselho da República, mantemos a decisão de ir para a votação apesar da desistência do empreendedor, mais para servir de alerta a outros empreendedores, projetistas, técnicos que elaboram EIA-RIMA e políticos governantes que insistem em elaborar projetos sem atender adequadamente a legislação ambiental. Estes agem na tentativa de obterem licenciamentos facilitados e quando não conseguem colocam a culpa nas ONGs e nos órgãos licenciadores idôneos que ainda existem neste país.

O advogado, um experiente ex-procurador do IBAMA e um técnico nos procuraram durante a plenária para que retirássemos a moção em virtude de haver perdido o seu objeto com a desistência do empreendimento naquele local, conforme cópias de documentos comprovando tal decisão. A maioria da plenária não aprovou a nossa proposta, mesmo com os argumentos apresentados posteriormente a desistência anunciada verbalmente pelo advogado, mas a queríamos pela convocação do princípio da precaução e da prevenção conforme exposto no teor da moção.


GEOPARQUE DA UNESCO NO SUL DE SC E NORTE DO RS

Uma idéia maravilhosa para valorizar as riquezas geológicas do sul de SC e do norte do RS, possibilitando investimentos de ordem pública e privada se eleito/aprovado pela UNESCO. Registramos que há mais de dez anos apontamos que a região pode até ser uma das mais pobres do Estado, mas é uma das mais ricas em riquezas naturais. Está aí o reconhecimento do que apontávamos. Ainda não conhecemos a proposta original do Geoparque, mas sabemos que o foco principal são os canyos dos Aparados da Serra, complementando com as esculturais rochas de Torres e do Morro dos Conventos, porém comentasse na inclusão de Laguna e da Serra do Rio do Rastro. A reunião no dia 02 de dezembro, na SDR em Araranguá, será para representantes da sociedade civil conhecerem a proposta sob a coordenação do Secretário Heriberto Schmidt e da assessora Sung Lin. Esta abertura pública certamente enriquecerá o projeto e promoverá mais legitimidade junto às exigências da UNESCO. Registramos que as questões ambientais deverão ser consideradas como a existência de comitês de bacias constituídos, planos diretores atuantes, unidades de conservação instaladas... Este é o momento de unidos buscarmos esta grande oportunidade para a nossa região.

OBS. Os parques naturais são os locais mais visitados em todo o planeta de acordo com levantamento da ONU.


NA PRÓXIMA EDIÇÃO COMENTAREMOS SOBRE:

Ø III SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE GESTÃO SOCIAL DE BACIAS HIDROGRÁFICAS EM SANTO AMARO DA IMPERATRIZ.


Ø COMO ESTÃO OS PLANOS DIRETORES DOS MUNICÍPIOS DE ENTORNO DA DUPLICAÇÃO DA 101?


Ø NÃO QUEREMOS TRIPLICAÇÃO DA RODOVIA BR-101, MAS UMA FERROVIA...

17 novembro, 2010

Cidadania Ambiental - 17 de novembro de 2010.

Cidadania Ambiental
Araranguá – SC, 17 de Novembro de 2010

Ao nosso modo, com outro olhar e outra atitude,
estamos fazendo e registrando a história de Araranguá e Região Sul de Santa Catarina.
www.tadeusantos.blogspot.com


GTCLIMA / FBOMS
Participamos durante o dia 10 de novembro de uma reunião/seminário de âmbito nacional do GTClima/FBOMS intitulada de ‘’MUDANÇAS DO CLIMA: PANORAMA DO BRASIL, INICIATIVA DE GRUPOS DA SOCIEDADE CIVIL E AS NEGOCIAÇÕES INTERNACIONAIS’’ e do IV ENCONTRO NACIONAL DA RBJA no Rio de Janeiro e o SEMINÁRIO SOBRE MUDANÇAS CLIMÁTICAS: ADAPTAÇÃO E VULNERABILIDADE realizado na Casa Civil em Brasília. O ambientalismo e a comunidade científica brasileira do centro do país pouco conhece o conflito que a atividade carbonífera causa a biodiversidade no sul (SC e RS) e ameaça com a instalação de usinas no Maranhão, Ceará e no Pará, como tampouco dão atenção às tragédias do clima que aqui ocorrem. Certamente que uma conectividade mais intensa entre as entidades que representam as regiões e os biomas fortaleceria as ONGs e os coletivos socioambientais, interferindo positivamente na formulação das políticas públicas.

OBS. FINALMENTE UMA CARTA PROTESTO SOBRE O AQUECIMENTO GLOBAL MENCIONA ENFATICAMENTE A QUEIMA DE COMBUSTÍVEIS FÓSSEIS COMO A PRINCIPAL RESPONSÁVEL PELO DESEQUILÍBRIO NA CAMADA DE OZÔNIO. A CARTA ESTÁ SENDO DIVULGADA NA INTERNET SOLITANDO ASSINATURAS PARA SER ENVIADA A CANCUN.
Veja: Compartilhamos a seguinte carta pública endereçada aos/às representantes de governos perante a Conferência das Partes da Convenção sobre Mudança Climática, a ser realizada em Cancún, México, entre os dias 29 de novembro e 10 de dezembro.
Em caso de concordar com seu conteúdo, convidamo-lhes a assiná-la no seguinte endereço:
http://www.wrm.org.uy/actores/CCC/Carta_abierta_a_Cancun_pt.html

SEMINÁRIO NA CASA CIVIL
No dia 11 e 12 participamos do SEMINÁRIO MUDANÇAS CLIMÁTICAS: ADAPTAÇÃO E VULNERABILIDDE realizado no Anexo I da Casa Civil em Brasília, sob a coordenação da COEP. Surpreendeu-nos a fala do renomado Físico Pinguelli Rosa chamando a classe média brasileira de f.d.p. e a menção de forma crítica a queima de combustíveis fósseis na matriz energética brasileira. Destacamos a produtividade dos grupos na apresentação de subsídios à minuta que servirá de base ao PLANO NACIONAL DE ADAPTAÇÃO AOS IMPACTOS HUMANOS DAS MUDANÇAS CLIMÁTICAS e a democrática forma de interagir com o público presente. Está de parabéns a coordenação.

SÃO PAULO
Inspeção veicular ambiental passa a funcionar em São Paulo com controle através de radares. Por enquanto aqui em Araranguá apenas uma rigorosa fiscalização com a realização de inesperadas blitzes, são as únicas e mais eficazes formas de reduzir a poluição sonora e a emissão de gases venenosos e do CO² que causa o efeito estufa.

SEMANA DA SOLIDARIEDADE
Diocese de Criciúma promove seminário na Semana da Solidariedade, entre o dia 14 e 19 de novembro em Araranguá numa promoção da Rede Cáritas Brasileira. A ONG Sócios da Natureza foi convidada a falar no dia 18 sobre mudanças climáticas, enfocando o questionamento de por que a Terra está esquentando tão rapidamente, bem como implicações no mundo urbano e rural...

100ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONAMA EM 24 E 25 DE OUTUBRO.
O mais antigo conselho deliberativo da República com mais de 800 resoluções facilita o entendimento da legislação ambiental tanto para a área do Direito e Judiciário, quanto no controle da poluição e da proteção da biodiversidade.

O SEMINÁRIO INICIAL: RESULTADOS DE PESQUISAS DO GTHIDRO EM GOVERNANÇA DA ÁGUA E DO TERRITÓRIO.
O evento ocorrerá nos dias 25 a 27 de novembro em Santo Amaro da Imperatriz e Florianópolis numa promoção da UFSC e do Comitê da Bacia do Rio Cubatão Sul. Estaremos lá no dia 26 como organização social para transmitir nossa experiência na gestão social da água na Bacia do Rio Araranguá, da qual motivamos a criação do seu Comitê e do Mampituba que ainda estamos tentando instalar.

AGUARDE: O ENCONTRO DAS ÁGUAS SERÁ NO MÊS DE DEZEMBRO DE 2010 EM ARARANGUÁ.

OBS. O relatório da Global Footprint Network diz que a sobrecarga já imposta aos recursos naturais pela atividade humana exigirá (ou exigiria) que em 2030 precisemos de mais um planeta como a Terra para mantermos os formatos e o ritmo. Em 40 anos se perderam 30% da biodiversidade global. E 71 países já enfrentam déficits na área dos recursos hídricos. Extraído de um artigo do Washington Novaes.

FUNDAÇÃO AMBIENTAL DO MUNICÍPIO DE ARARANGUÁ (FAMA) VOLTA AO PODER LEGISLATIVO PARA ANALISAR AS POLÍTICAS PÚBLICAS AMBIENTAIS E POSSIBILITAR AVANÇOS NO LICENCIAMENTO E FISCALIZAÇÃO DO MUNICÍPIO DE ARARANGUÁ.

DOCUMENTO DE 1946 ‘’PODERÁ’’ RESGUARDAR OS DIREITOS DE PROPRIEDADE DOS PROPRIETÁRIOS DE EDIFICAÇÕES DA BEIRA MAR DO ARROIO DO SILVA...

BR-101 – A ENTRADA NORTE PARA CRICIÚMA VIA IÇARA É SIMPLÓRIA E PERIGOSA.

AINDA SOBRE A DUPLICAÇÃO DA BR-101: empreiteiras ‘’brincam’’ com usuários. No dia 09/11 erraram a quantidade de dinamite numa explosão no Morro dos Cavalos e impediram o tráfego por quase cinco horas, causando transtornos inimagináveis aos usuários.

POLÍTICOS DISPUTAM O PODER DE DOMINAR A DANÇA DAS CADEIRAS COM A TROCA DE GOVERNO. TUDO VALE NESTE ‘’VALE TUDO!’’

SHOW MAURÍCIO PEREIRA & TROUBLE MEN NO MORRO DOS CONVENTOS FOI UM GRANDE SHOW DE BLUES & ROCK. SANTO DE CASA FAZ MILAGRES SIM!

FALAR ALTO NO CELULAR DENTRO DE AMBIENTES FECHADOS É GROSSERIA E ESTUPIDEZ. ISTO ACONTECE EM TODOS OS LUGARES DESTE PAÍS.

‘’TRIGO BOM’’ É A FÁBULA MAIS SIGNIFICATIVA SOBRE A CONVIVÊNCIA DA HUMANIDADE NOS SEUS DIFERENTES GRUPOS.

09 novembro, 2010

CIDADANIA AMBIENTAL 09 de novembro de 2010

Cidadania Ambiental
Araranguá – SC, 09 de Novembro de 2010



Ao nosso modo, com outro olhar e outra atitude,

estamos fazendo e registrando a história de Araranguá e Região Sul de Santa Catarina.

www.tadeusantos.blogspot.com





AUDIÊNCIA PÚBLICA DO PLANO DIRETOR DE ARARANGUÁ.

Fiz uma ginástica aérea para chegar a tempo de participar da Audiência Pública sobre o Plano Diretor do Município de Araranguá, saindo do Rio de Janeiro pela manhã, num voo até Porto Alegre e voltando na mesma aeronave à Florianópolis, para então pegar o ônibus até Araranguá, chegando por volta das 19:00h. Considero o Plano Diretor o projeto mais importante para o adequado planejamento territorial e equilibrado desenvolvimento do município. Se mal elaborado, pode ‘’estragar’’ de forma irreversível o adequado uso do solo, o planejamento urbano e a valorização da área rural, por exemplo. Infelizmente ocorreu o que havíamos previsto desde que a Hardt/Engemin ganhou a licitação da CODESC para cumprir acordo com o DNIT, que para atender a medida compensatória incluiu a elaboração de planos diretores aos municípios atravessados pela obra rodoviária. Um grande erro, pois deveria ter repassado o respectivo valor aos municípios para que os mesmos providenciassem o seu Plano Diretor com o seu perfil, onde os técnicos com conhecimento de causa poderiam fazer a leitura técnica de forma precisa e inovadora, como prevê a Lei 10.257/2001 do Estatuto das Cidades.



A PROPOSTA DE EMPREENDIMENTO DO ARGENTINO

Se todo o ecossistema do santuário ecológico do Morro dos Conventos estivesse localizado num estado como o Rio de Janeiro, seria cartão postal de reconhecimento internacional, tamanha é a sua beleza e relevância eco turística. Por isso defendemos estudos idôneos para a realização de projetos que apontem as mais adequadas idéias/ações para o seu desenvolvimento. Continuamos achando que se deve preservar a área de restinga situada entre o oceano e as dunas e falésias, principalmente do lado norte, depois do Beco das Dunas em direção ao Yate Club. Porém onde já existe área consolidada, no caso de lotes entre as construções já existentes, novas edificações deveriam ser permitidas desde que atendidas as normas do código de obras, além de uma taxa de ocupação menor. Quanto a proposta de empreendimento do argentino Hector Carrera, vejo como uma obra que causará impactos ambientais consideráveis, mas tem os seus pontos positivos, como a segunda alternativa de acesso a parte de baixo do balneário e o compromisso de garantir a preservação do ecossistema local, pois não havendo um cuidado especial do proprietário, a ação antrópica é inevitável.



IV ENCONTRO DA RBJA NO RIO DE JANEIRO

Participamos no dia 03 e 04 de novembro no Rio de Janeiro do IV Encontro Nacional de Justiça Ambiental promovido pela Rede Brasileira de Justiça Ambiental - RBJA. Nestes encontros se percebe o quanto de injustiças sociais e ambientais ainda ocorrem neste país. Estas barbáries não acabarão enquanto não frear a ganância infecciosa denunciada pelo próprio Alan Greespan, presidente do FED. A falta de apoio logístico ameaça a RBJA, até então mantida pela Fundação Ford. Utilizando-se da metodologia participativa com uma dinâmica que abrangia todas as injustiças ambientais de todos os biomas deste imenso país, tornou o encontro muito significativo, pois todos os estados têm seus representantes da sociedade civil organizada fazendo as suas denúncias, como se pode ver acessando o site do MAPA DA INJUSTIÇA AMBIENTAL E SAÚDE DO BRASIL desenvolvido com apoio da FASE e da FIOCRUZ.



SEMINÁRIO SOBRE MUDANÇAS CLIMÁTICAS EM BRASÍLIA PRÉ COP 16.

Estaremos participando da preparação que será coordenada pelo GTClima do FBOMS que acontecerá no dia 10 (quarta) ao SEMINÁRIO DE MUDANÇAS CLIMÁTICAS: ADAPTAÇÃO E VULNERABILIDADE que ocorrerá no dia 11 e 12 de novembro, em Brasília. O seminário terá a coordenação do Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas FBMC (um fórum governista que não atende ou ouve as populações atingidas pelos trágicos eventos extremos do clima), com apoio da Casa Civil, CNPq, COEP, FASE e Oxfam.



ARARANGUÁ, FLORIANÓPOLIS, SÃO PAULO, RIO DE JANEIRO e BRASÍLIA.

A coordenação da ONG Sócios da Natureza atravessa um período de intensa atividade com atuação e participação em vários eventos de cunho socioambiental em todo o país. Esta conectividade com outros coletivos socioambientais é benéfica, pois muito aprendemos e praticamente sem custo algum. Com a aproximação da COP 16 no México a temática das mudanças climáticas está em alta nas esferas oficiais e não-governamentais, destacando também as questões minerárias e energéticas e a fúria do desmatamento em todos os biomas, principalmente da Amazônia.



CONFLITO AMBIENTAL NO RIO MAMPITUBA PREJUDICA E PÕE EM RISCO ÁREA URBANA DE PRAIA GRANDE.

Na minha querida Terra dos Canyons está pra surgir uma tremenda confusão fronteiriça. Depois que um inadequado amontoado de cascalho e/ou seixo rolado foi erguido no lado sul do curso d’água que divide o Estado de Santa Catarina e Rio Grande do Sul, passou a causar desmoronamento das margens do lado norte e consequentemente a destruição da mata ciliar, no caso então do lado Barriga Verde, ameaçando inclusive a segurança da população urbana da pequena cidade de Praia Grande, minha terra natal com muito orgulho. Ocorre que uma corrente de técnicos estão defendendo a idéia de que o rio que passa junto a ‘’praça’’ onde existe o ‘’Poço do Bira’’ (local onde ocorre o Bóia Cross) não é Mampituba e sim Canoa. Pior ainda é que o outro lado não seria gaúcho, mas sim catarinense e pertenceria ao São João do Sul. Ou seja, como pode uma comunidade ser enganada durante tanto tempo? Desde as antigas que ironizam que a Praia Grande é a terra das duas mentiras, que não é grande e nem tem praia, depois veio a história da cidade que não é cidade, mas uma vila, ou uma grande vila. Agora surge esta possibilidade de não ser o Mampituba o rio fronteiriço estadual e sim o rio Canoa com divisão municipal com o antigo Passo do Sertão.

02 novembro, 2010

Cidadania Ambiental - 03 de novembro de 2010.

Cidadania Ambiental
Araranguá – SC, 03 de novembro de 2010



Ao nosso modo, com um outro olhar e uma outra atitude,

estamos fazendo e registrando a história de Araranguá e Região Sul de Santa Catarina.

www.tadeusantos.blogspot.com







ENTREVISTA CONCEDIDA A EQUIPE DE PESQUISA DA UDESC SOBRE ARARANGUÁ.

A pesquisadora, Prof. Neres de Lourdes Bitencourt da UDESC e as bolsitas Tally Mansur e Kellen Centenaro nos entrevistaram por quase três horas no dia 29 de outubro formalizando um total de 83 perguntas sobre o município de Araranguá, diga-se não apenas sobre questões ambientais. O trabalho faz parte do PROGRAMA DE MESTRADO EM PLANEJAMENTO TERRITORIAL E DESENVOLVIMENTO SÓCIO-AMBIENTAL - MPPT. O questionário foi aplicado conforme carta apresentação da Coordenadora Maria Paula Casagrande Marimon para ‘’pessoas-chave’’ que trabalham nas instituições públicas e que têm alguma atribuição direta ou indireta e/ou informações sócio-ambiental sobre a área citada, como o Secretário de Educação Alexandre Rocha. Representantes da sociedade civil também foram entrevistados como o Adeirde Lemos, Presidente da Colônia de Pesca Z-16 de Ilhas. Confesso que vacilei em três perguntas, mas respondi com firmeza e conhecimento de causa as demais. Sugeri ao final que quando concluído o trabalho, procurem a Administração Municipal para realizar impressão com o objetivo de distribuir a rede de ensino do município, pois se finalizado conforme a nossa expectativa, será de grande auxilio a pesquisa e outras fontes de estudo sobre o nosso glorioso município.



ONGSN PARTICIPA EM FPOLIS DE CAPACITAÇÃO SOBRE PROJETOS DO FNMA.

Como conselheiros do Fundo Nacional do Meio Ambiente FNMA (Tadeu e Arivaldo de Curitiba), participamos de oficina nos dias 26, 27 e 28 de outubro aos representantes das instituições e entidades privadas da região sul (SC, RS, PR) que tiveram seus projetos inscritos na Demanda Espontânea de 2010. A oficina ocorreu em um hotel de Ingleses, onde as normas do FAÇA PROJETO e do SICONV foram adequadamente aplicadas pelos competentes técnicos Paulo Cunha, Hugo Braz e Luis Valois do FNMA de Brasília. De quase 500 projetos inscritos de todo o país, chegaram apenas 110 no Conselho Deliberativo (do qual fazemos parte), de onde classificamos 50 projetos para competirem até abril de 2011 aos 10 finalistas que serão contemplados com R$ 300.000,00 cada um, democraticamente distribuídos dois para cada região do Brasil, sendo um para a temática do Manejo da Biodiversidade com Base no Desenvolvimento Comunitário e outro para Recuperação Florestal de Áreas Alteradas e Degradadas (Especificamente aquelas localizadas em nascentes cujo manancial esteja sendo utilizado no abastecimento humano)



A FANTÁSTICA CAPACIDADE DO SER HUMANO.

Por que um ser humano é mais inteligente que outro? Ser mais belo ou mais baixo resolve alguma coisa? Acho que não, mas o QI sim. Porém o que vale é o perfil da personalidade de cada um, ser ético em todas as faces. Sabemos que na historia da humanidade existiram os abençoados como Jesus Cristo, Mozart, Gandhi, Einstein, Thomas Edison, Marx, Chaplin, Charles Darwin, Victor Hugo, Leonardo da Vinci e tantos outros, como também temos conhecimento da imensa quantidade de loucos idiotas que habitaram este planeta e que deixaram um legado de ódio e ambição em seus descendentes. Mas o que me fascina é a capacidade do cidadão comum, daquele que consegue apreender com mais facilidade as complicadas coisas da vida ou aquele que tem sensibilidade para com o despreparo de seus semelhantes. Porém, no frigir dos ovos, penso que todos tentam mesmo é buscar a felicidade que deve ser a paz e a tranquilidade consigo mesmo, com seus familiares e amigos.



IV ENCONTRO NACIONAL SOBRE JUSTIÇA AMBIENTAL NO RIO DE JANEIRO

Participaremos nos dias 03, 04 e 05 de novembro, no Rio de Janeiro, do IV ENCONTRO NACIONAL DA REDE BRASILEIRA DE JUSTIÇA AMBIENTAL (RBJA). Questões relacionadas à MATRIZ ENERGÉTICA e MUDANÇAS CLIMÁTICAS certamente serão as temáticas que mais abordaremos no GT de ARTICULAÇÃO, MINERAÇÃO E SIDERURGIA. Na próxima semana falaremos sobre mais esta participação da ONG SÓCIOS DA NATUREZA.



CURIOSIDADE E PREOCUPAÇÃO ELEITORAL:

Uma significativa parcela da população votante deste país, equivalente a 36 milhões de eleitores (abstenções, nulos e brancos), não votaram nem na Dilma (que levou 55.700 milhões) e nem no Serra (com 43.700 milhões de votos), ou seja, mais de ¼ dos eleitores brasileiros. Grande parte das abstenções são de pessoas que trabalham em horários incompatíveis com o da votação, outros porque viajam a trabalho, mas uma considerável quantia saiu pra passear. É preciso rever a dinâmica da eleição possibilitando o direito a todos votarem, tanto os que trabalham, quanto aos que passeiam. Se existem 135 milhões de eleitores, seria uma beleza democrática se o eleito conseguisse a metade dos votantes mais um, ou seja, obtendo então 67.5 milhões de votos, por exemplo.

Uma outra questão a ser analisada pela ciência política é a imensa quantidade de votos que o Serra recebeu a mais que a Dilma em SC, que possivelmente eram da Marina/PV. O significativo “descarregamento” ocorreu não apenas em Santa Catarina, mas no RS e PR atingindo uma média em torno de 80%. Em SC a Marina obteve 507.017 mil votos, que migraram para o Serra e que no primeiro turno havia conquistado 1.658.161 e agora 2.030.135 mil votos, enquanto que a Dilma havia conquistado 1.402.566 no primeiro turno e agora recebeu apenas 1.556.226 votos, ou seja, o maior percentual migrou para o Serra.



OBS. Então se a Marina/PV tivesse declarado apoio ao Serra a situação poderia ser outra?





OBS. COMISSÃO PRÓ-COMITÊ MAMPITUBA ESTEVE REUNIDA NO DIA 25 DE OUTUBRO NA SEDE DA AMESC, EM ARARANGUÁ. A EXPECTATIVA É GRANDE EM RELAÇÃO À DEFINITIVA IMPLANTAÇÃO DO COMITÊ NO PRÓXIMO ANO.