09 janeiro, 2014

FLORIPA INFELIZMENTE CHEIRA ESGOTO!!! (Parte I)



Av. Beira Mar Norte - Dia 31/12/2013
            A Ilha da Magia ainda continua bela e formosa, porém cheira esgoto, tanto em bairros sem infra-instrutura nas encostas dos morros quanto em áreas do ''perímetro central'', como na esplendorosa Avenida Beira Mar Norte, passando pela região das pontes Hercílio Luz, Colombo e Pedro Ivo e nas místicas e belas praias do continente, por exemplo. Locais de extremo apelo turístico internacional que deveriam estar no mínimo aparentemente limpos e saudáveis!!! 











Av Beira Mar Norte - Dia 31/12/2013
               













 Entre o manguezal das Três Pontas e o Veleiros da Ilha, próximo a ALESC, existem dezenas de tubulações pluviais despejando esgoto de todas as espécies no mar. No passado existiam riachos como o Hercílio Luz que foi escondido com concreto, mas o cheiro de esgoto continua e vários outros na orla marítima de Coqueiros, Bom Abrigo, Itaguaçu e Abraão onde as águas são escuras e catinguentas, além do lixo em áreas de extrema relevância ecológica, como mostram as imagens em anexo (Captadas no dia 31 de dezembro de 2013).   
         
Ponte Hercílio Luz, Colombo Salles e Pedro Ivo
  O Município de Florianópolis e o Estado de Santa Catarina investem rotundos recursos em propaganda turística (tanto que aumentaram os vôos particulares conforme matéria no DC) e ''esquecem'' de recolher e tratar o esgoto, como também não investem na captação de água para o abastecimento público (todo verão falta água...), ou seja, duas falhas imperdoáveis para as administrações públicas da capital Barriga Verde.

                
Beira Mar Norte

Esgoto entre as pontes...
Além deste flagrante descaso para com o meio ambiente, existe um caótico sistema de trânsito criado para privilegiar o automóvel, ou seja, o transporte individual em detrimento do transporte coletivo, resultando assim em congestionamentos em toda a região metropolitana, mas principalmente na ligação entre a ilha e o continente.
                





Este modelo de desenvolvimento que aparentemente satisfaz parte da população é injusto para com a outra que sofre com os desconfortos gerados na dinâmica do cotidiano. Esta diferença entre as classes sociais faz parte do sistema capitalista adotado no mundo inteiro, no entanto a natureza precisa de ''equilíbrio ecológico'' para continuar mantendo seus inquilinos, ou seja, a Humanidade!     
                
Como o novo Plano Diretor de Florianópolis não foi participativo e nem democrático, dificilmente as diretrizes apontadas solucionarão os conflitos mencionados. Talvez um dia sejam resolvidos se houver vontade política dos governantes, dos legisladores, dos órgãos fiscalizadores, da mídia e principalmente do exercício de cidadania da população no Conselho das Cidades que poderá exigir uma espécie de ''EIA-RIMA'' das Ilhas e áreas de entorno, ou seja, do Arquipélago ainda não reconhecido que é um Santuário Ecológico ameaçado!!!

                Para que a Ilha de SC seja ocupada de forma ordenada é preciso que ocorra um ''milagre'' a partir do momento que os ''corações e mentes'' de todos os responsáveis passem por mudanças que os levem a sensibilização nas decisões planejadas. Enfatizando que é preciso acabar com o ''faz de conta'' que está tudo bem e a população saiba escolher na hora do voto seus governantes como também passe a denunciar os desmandos, a corrupção e a degradação ambiental!
                Apesar de todas as dificuldades e das resistências, acreditamos na possibilidade de um mundo mais justo e ecologicamente mais equilibrado, por isso insistimos e continuamos na luta ambiental como um dos caminhos possíveis!
Tadêu Santos
Cidadão Ambientalista
(Conselheiro do CONAMA pela Região Sul: SC, PR, RS)


Lembrando Darcy Ribeiro que dizia “Só há duas opções nesta vida: se resignar ou se indignar. Não consigo resignar-me!




Lixo nos pilares da ponte Hercílio Luz

Aqui também cheira esgoto...

As pontes de Florianópolis vistas da Beira Mar
Neste local o cheiro de esgoto é insuportável!!!